Juliana Proto: Representatividade da Mulher no ABC Paulista.


A cena e pessoas pertencentes ao Rock e também as vertentes do Metal, sempre se relacionaram e posicionaram sobre as Mulheres de uma maneira inteiramente misógina/ machista, se relacionando sempre de uma forma pejorativa e onde este ideário oposto ao ideário do estilo, foram formadas gerações de falas, costumes e atitudes.


Dispostas a modificar este viés, Mulheres de todas as identidades e orientações de género, pertencentes a diferentes vertentes e seccionalidades(sejam do Feminismo e do Movimento Negro, só para citar dois exemplos), começaram a produzirem entre elas alianças, projetos, desenvolvimentos de atividades, botaram a mão na massa em prol da criação de politicas públicas pensando no bem-estar social pára a Mulher e pensando a organização de eventos, desta vez sob a perspectiva feminina e onde estes grupos são formados através do pensamento da transformação social e de uma ruptura total com as estruturas.


Juliana Proto, ou conhecida como Ju Medit, é vocalista da Banda Medit, Gerente do Estúdio Sonzeria, produtora da Menos 1 Produções e integrante do Podcast "O Papo é Rock".


Juliana, sempre participa e desenvolve a cena no ABC paulista e onde dentro de todas as suas ações, trabalhos, letras, músicas e ativismos identitário, está sempre buscando a equidade para as Bandas da região, capacitações e melhores condições e principalmente dando voz e sendo representativa em sua região, região esta que a produção musica sempre foi produzida majoritariamente pelos Homens.


Representatividade é apresentar a quem, seja perto ou longe, possa criar um novo pensamento, atitude e coragem para poder modificar a sua realidade e terem o poder necessário para o pleno desenvolvimento das suas atividades.


18 visualizações2 comentários