Livro Rumo ao Kilimanjaro - Com o Parkinson na Mochila


Essa é a história de um cara com mais de 30 anos de atuação no mercado de capitais, membro do conselho de grandes empresas, foi professor de finanças corporativas e valuation do MBA do Insper por 20 anos e que, com quase 50 anos, foi diagnosticado com Parkinson e, após muitas batalhas externas e internas, foi fazer uma aventura com o filho.


E depois de tudo isso, decidiu compartilhar sua história para inspirar pessoas com Parkinson e também para aqueles que, diante de obstáculos, param de lutar, de trabalhar e se entregam à doença e às dificuldades sem luta.



“Meu pai sempre incentivou meu gosto por atividades outdoor... Naquele início de verão em 2016, ele propôs que fizéssemos mais uma vez uma viagem pai e filho, daquela que costumávamos fazer quando eu era mais novo e que, pela correria do dia a dia, havia muito tempo que não fazíamos juntos... Desde que ele me contara do Parkinson, não ousava pensar em realizar algo mais aventureiro com ele. Acontece que por um lapso não recordei de quem era meu pai, de sua determinação e resiliência para se provar e contornar as adversidades da vida. Depois que apresentei as opções que havia pesquisado, ele descartou de pronto todos os meus planos e sugeriu que encarássemos algo maior, muito maior.” (extraído do prefácio)


E assim aconteceu. Em 2017, o consultor financeiro, Maurício Carvalho, encarou ao lado do filho Pedro, a montanha mais alta da África, parte do projeto 7 Cumes, que reúne os maiores picos de cada continente. Até aí, a aventura de pai e filho, na época com 55 e 27 anos, já pode ser considerada uma boa leitura. Acontece que nesta viagem havia um integrante a mais: o Parkinson.


Assessoria de imprensa:

Augusto Silvestre

Diretor Executivo

Telefone: (11) 3539-7033

Celular: (11) 9844-1819

Email:: augustsil@uol.com.br




Foto: Divulgação




10 visualizações0 comentário