O pré- lançamento do filme Corona Circus do diretor Roberto Rowntree

O filme passou em Junqueirópolis e Três Lagoas no seu pré- lançamento



Cássio Alves Alencar e Roberto Rowntree - Crédito de imagem: Edgard Junior




O filme Corona Circus do diretor Roberto Rowntree teve o seu pré- lançamento no dia 04 de dezembro na cidade de Junqueirópolis, onde foi rodada as gravações com apoio da Prefeitura Municipal através da Diretoria de Educação e Cultura da cidade. Aconteceu nas dependências da sala de cinema do CEFE - Centro de Formação Para Professores José Roberto de Souza, localizado na praça Alvaro de Oliveira Junqueira.

Na presença esteve os artistas do filme, Roberto Rowntree, Pedro Pauleey, Francisco Carvalho, Dandara Queiroz, Cristhopher Frias e Caio Rombi e a família circense Dione. Teve também convidados, autoridades, educadores, artistas e população do município.

Seu segundo pré-lançamento foi realizado na cidade de Três Lagoas (MT), no dia 8 de dezembro no Cinépolis do Shopping de Três Lagoas. Ambas as cidades tiveram participação na realização do filme. O lançamento oficial mesmo será no ano que vem para o Brasil e o Mundo, é o que alega o diretor Roberto Rowntree.

Sobre o filme Corona Circus - O filme foi rodado na cidade de Junqueirópolis (SP), pelo diretor Roberto Rowntree com a produção da empresa Animal Filmes e colaboração de Cássio Alves Alencar.

O roteiro é de Roberto Rowntree e Reinaldo Guedes que aborda as dificuldades dos artistas circenses durante a pandemia de Coronavírus.E conta a vida de um circo em uma pequena cidade do interior, que é pega de surpresa pela pandemia.Relata o sofrimento por estarem em quarentena sem poderem se sustentar.

Além do assunto ser sério e preocupante é abordado com leveza e bom humor, focando na amizade, nos valores éticos e no amor ao próximo.

No elenco tem a atuação de veteranos do cinema, teatro e da televisão, como Dedé Santana, Francisco Carvalho, Liza Vieira, Roberto Rowntree e do jovem ator Pedro Pauleey.

O projeto teve o apoio da Prefeitura de Junqueirópolis que sensibilizaram com a história parecida com um drama de um circo existente na cidade chamado Circo Dioni, cedendo então, as dependências para a realização das gravações.

Todos os atores foram previamente testados e liberados para realizar o projeto do filme.























Crédito de imagem: Edgard Junior

Assessoria de imprensa Livia Rosa Santana

0 visualização0 comentário